A famosa banda inglesa de rock dos anos 80, The Cult, retorna aos palcos de Brasília, no dia 23 de setembro, no NET Live Brasília  width=

A famosa banda inglesa de rock dos anos 80, The Cult, retorna aos palcos de Brasília, no dia 23 de setembro, no NET Live Brasília

Com o patrocínio da NET, Claro, PayPal, TNT e da Itaipava, The Cult desembarca em Brasília no dia 23 de setembro, sábado, trazendo seus grandes sucessos que marcaram o rock internacional. A última passagem da banda na capital aconteceu 8 anos atrás em 2008, o show será realizado no NET Live Brasília a partir das 21:30.

A pré-venda para clientes NET e Claro será o dia 03 de junho, exclusivamente na Central de Ingressos do Brasília Shopping (Piso G2) com benefícios de desconto de 50% sobre o valor da inteira. A pré-venda inclusiva para clientes PayPal será realizada entre os dias 04 e 11 de junho pelo site eventim.com.br, sendo necessário o cadastro no site paypal.com.br. A abertura das vendas gerais acontece no dia 12 de junho, a partir das 00:01 pelo site eventim.com.br ou call center 4003-6560 e a partir da 10:00 na Central de Ingressos do Brasília Shopping (Piso G2).

Em 2014, quando Ian Astbury, Billi Duffy e a banda se preparavam para seu show no Coachella o público jamais imaginava que seu show seria histórico, vibrante e com efeitos de fogos saindo do palco. Rolling Stone destacou o show do The Cult como “momento messiânico do Coachella”.

Os críticos também destacam a banda como inovadores e transcendente, mas os músicos preferem ser vistos como sobreviventes… marginalizados e vulgarizados.

No período que estavam no deserto, indo para casa nasceu o décimo álbum do The Cult, “Hidden City”. Foi neste momento que Astbury estava pronto para a criar as músicas de sua última trilogia, em 2006.

Hidden City fala do reconhecimento global dentro de uma metáfora da nossa vida espiritual, onde nosso interior vive. Uma cidade que vive fora dos olhos de todos, dentro de uma cidade oculta.

Hidden City ou Cidade Oculta não é um álbum que fala de um ambiente e sim das diversas camadas que vivem as pessoas na sociedade, até você descobrir as raízes selvagens onde hoje vive o The Cult. “Acho que hoje gurus estão tentando vender alguma cura, um produto ou uma visão, como se fosse um fenômeno novo,” Astbury explica. “Meu lugar é para responder, não reagir, para observar, participar e compartilhar nossas visão pela música. Não há nenhuma autoridade maior do que o coração.” Essa é a essência do conceito de “Hidden City”.

Mais especificamente, o nome “Hidden City” deriva da frase espanhola “La Ciudad Oculta”, que é essencialmente um gueto em Buenos Aires, na Argentina. Há pobreza profunda escondida em uma cidade frente ao estilo cosmopolita e Europeu que vivem a minoria da cidade. “Escondem” a evidência das desigualdades sociais presentes na sociedade Argentina. “Cidade oculta” tornou-se a metáfora perfeita para a revolta do ser humano e da alma.

As últimas músicas do trilogia do álbum, “The Fall”, criado em 2007, e “Dark Night of the Soul”, criado em 2016, assinadas pelo barítono Astbury trazem letras fortes, tons de guitarra e cria um estilo musical destemido e inigualável.

Produzido por Bob Rock e escrito por Ian Astbury e Billy Duffy, todos colaboraram para transformar o álbum “Hidden City” em uma obra prima marcante na história da carreira da banda. A equipe tem colaborado no que acabou por ser uma brutal e bela obra-prima Hidden City.

THE CULT – BIOGRAFIA
O The Cult no início de carreira se chamava Southern Death Cult, mas como é óbvio e notório, este nome era um pouco exagerado e eles depois acabaram mudando para The Cult apenas.

A banda pertencia ao vocalista Ian Astburry, um inglês nascido em Cheshire com estilo e aparência que lembrava muito o vocalista Steven Tyler do Aerosmith, isto era bom por que chamava a atenção das pessoas.

Ian morou em vários lugares diferentes. No Canadá, por exemplo, ele teve contato com a cultura indígena local, e isso o influenciou muito.

Quando Astburry foi morar em Yorkshire, ele juntou integrantes para o Southern Death Cult. A banda trazia Haq Quereshi (bateria), David “Buzz” Burrows (guitarra) e Barry Jepson (baixo). Eles lançaram seu disco autoral e começaram a fazer shows, em 1983 tiveram a oportunidade de abrir os shows do Bauhaus.

Naquele momento, a banda aceitou uma sugestão e teve sua primeira mudança de nome se transformando em Death Cult. Com a mudança de nome, mudou também a formação: Ray Taylor-Smith (bateria), Jamie Stewart (baixo), e Billy Duffy (guitarra).

O Death Cult seguia o estilo gótico de grupos como o próprio Bauhaus e o Joy Division, mas a banda já dava sinais de que aquilo não seria definitivo.

Em 1984, o nome foi trocado novamente, desta vez para The Cult. Neste ano a banda lançou mais um trabalho, batizado de “Dreamtime”. O disco foi independente e entre esses alcançou a primeira posição com a música “Spiritwalker”.

No ano seguinte foi a vez da canção “She Sells Sanctuary” estourar. A música fazia parte do disco “Love”, que deixava uma veia comercial mais exposta. O disco ficou entre os 5 primeiros na Inglaterra e a outra canção que se destacou foi “Rain”.

Electric (87) saiu logo depois e mostrava que a banda estava caindo cada vez mais para o Rock & Roll. Ian já começava a ser comparado a Mick Jagger e a popularidade da banda só crescia. Este disco traz boas canções como “Outlaw” e o fantástico cover de “Born to be Wild”.

Estavam entre os 5 primeiros na Inglaterra, mas nos EUA não passaram da 38ª posição. A América ainda resistia perante o talento do quarteto. Nesta fase da banda, eles tiveram o baixista Kid Haggis Chaos (ex-Zodiac Mindwarp) e Jamie Stewart passou a ser o segundo guitarrista. Tempos depois, eles seriam mandados embora.

Em 1989, gravaram o clássico “Sonic Temple” e o álbum alcançou boas posições também na América.

Com a entrada dos anos 90, a banda parecia não se intimidar com a pressão do novo mercado americano, pois em 91 eles lançaram o álbum “Ceremony” que destoava um pouco do estilo adotado nos últimos discos e da moda. Apesar disto, a receptividade por parte do público foi boa.

Com a entrada do segundo milênio as coisas melhoraram para a banda, pois lhes foi oferecida a canção “Painted on my Heart” que sairia na trilha de um filme de Hollywood. Essa música havia sido recusada pelo Aerosmith, já que Steven Tyler achava que não era o tipo de canção para sua banda. O The Cult gravou a canção que fez sucesso em todo o mundo e colocou a banda novamente entre os grandes. Vale lembrar que junto de Ian e Billy estava o baterista Matt Sorum que já havia feito trabalhos com eles e era ex-baterista do Guns N’Roses.

Enquanto a canção rendia uns trocados, circulavam rumores de que o vocalista Ian Astburry havia sido convidado para fazer alguns shows com os ex-integrantes do The Doors.

Em meio aos boatos, em 2002 sai o tão esperado “Beyond Good And Evil”, este que foi o primeiro álbum da união da banda com o selo Lava.

Site da banda: http://thecult.us/HIDDEN_CITY/

Pré-venda inclusiva com PayPal
Diferente de outras pré-vendas, que tendem a ser exclusivas para os clientes da empresa patrocinadora, o PayPal é uma carteira eletrônica inclusiva - qualquer um pode criar uma conta, sem nenhum custo. Basta informar seus dados e ter um cartão de crédito válido. Uma vez criada a conta, o PayPal oferece uma experiência de compra prática, rápida e segura, e os fãs poderão adquirir seus ingressos digitando apenas login e senha.

Os ingressos disponíveis para compra online poderão esgotar-se durante a pré-venda. Por isso, para sair na frente, é importante que os fãs certifiquem-se de que suas contas PayPal e Eventim estão atualizadas antes do início das vendas. As informações de como criar uma conta PayPal, resgatar senha ou atualizar a forma de pagamento de uma conta já existente estão disponíveis na página www.paypalrocks.com.br, assim como uma lista de perguntas frequentes e dicas https://diskingressos.com.br/.  Para divulgar os shows e engajar os fãs, o PayPal criou a #paypalrocks.

Durante a pré-venda, os canais de atendimento ao cliente do PayPal e do Disk Ingressos estarão à disposição para atender dúvidas dos fãs: Central de Atendimento ao Cliente do PayPal: 0800 047 4482. Disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, e redes sociais Twitter PayPal (https://twitter.com/paypal_br) e Facebook PayPal (https://www.facebook.com/PayPalBrasil/?fref=ts).

Conheça e acesse: www.paypal.com/stories/br

Informações

Patrocínio: NET, Claro, Samsung TV, PayPal, Itaipava e TNT
Data: 23 de setembro de 2017, sábado, a partir das 21h30
Abertura dos portões: 19h30
Duração aproximada do evento: 2h
Tipo do evento: Show
Local: NET Live Brasília (SHTN Trecho 2, Quadra 5, Bloco A).
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos.
Informações: (61) 3306-2030
Redes sociais: Facebook (https://www.facebook.com/netlivebrasilia/?ref=bookmarks) e Instagram (https://www.instagram.com/netlivebsb/)

Valores dos Ingressos

Camarote: R$360,00 (inteira) e R$180,00 (meia/Promo NET/Claro)*
Pista Premium: R$260,00 (inteira) e R$130,00 (meia/Promo NET/Claro)*
Pista: R$180,00 (inteira) e R$90,00 (meia/Promo NET/Claro)*

* Valores dos ingressos sujeitos à alteração de preço sem aviso prévio e cobrança de taxa de conveniência

Pontos de Venda

Vendas On-Line e Call Center:
Pela Internet: Eventim.com.br
* sujeitos à taxa de conveniência e de entrega.

Bilheteria Oficial
Central de Ingressos: Brasília Shopping (Piso G2)
Bilheteria do NET Live Brasília (Somente no dia do show): SHTN, Trecho 2, Conjunto 5, Lote A – Asa Norte, Brasília – DF

Promoções

Promoção de 50% sobre o valor da inteira:
Clientes NET: apresentar, junto com o documento de identidade ou Cartão NET, a última fatura paga do mês vigente ou anterior.
Clientes Claro: apresentar, junto com o documento de identidade, a última fatura paga do mês vigente ou cartão Clube Claro.
Alunos Academia Bodytech: apresentar última mensalidade paga do mês vigente ou anterior.
Observação: Ingressos promocionais destinados aos clientes NET, Claro e alunos Academia Bodytech que efetuarem compra serão vendidos com 50% de desconto, sobre o valor da inteira, não sendo cumulativo o desconto, com a quantidade máxima estipulada de 10% da capacidade da casa por setor. Desconto limitado a 04 ingressos por titular.
Meia-entrada: Alunos e professores do ensino público ou privado, jovens de baixa renda entre 15 e 29 anos e maiores de 60 anos. Valores da meia-entrada é limitado a 40% da capacidade do local. É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição de beneficiário no ato da compra e entrada do evento (para compras na bilheteria oficial e pontos de venda físicos) / na entrada do evento (para compras via internet).

Formas de Pagamento

Dinheiro;
Cartões de Crédito MasterCard, American Express, Visa e Diners;
Cartões de débito Visa Electron e MasterCard.